É justo questionar-se alguém qual é o interesse, hoje em dia - quando a notícia se processa à velocidade da internet - escrever ou falar coisas do passado cujo registo chega ao nosso conhecimento, através dos pergaminhos antigos das velhas chancelarias régias, eclesiásticas ou particulares.

Mas a resposta é óbvia e não oferece dúvidas àqueles que cuidam da memória de um povo, tendo em vista a preservação da sua identidade, quando tudo parece diluir-se. Munida de tais sentimentos, atribuiu-se a autora a tarefa de pesquisar o que havia de desconhecido ou inédito sobre a terra e os habitantes de Vale de Cavalos. Do trabalho desenvolvido na Torre do Tombo, no Arquivo Distrital e na Biblioteca Municipal de Santarém e nos arquivos particulares, resultou o presente acervo documental, pertencente à parte da charneca, integrado numa visão alargada da sua evolução histórica, desde tempos recuados até ao século XIX. Com o mesmo entendimento e abrangência seguir-se-á, oportunamente, a parte relativa ao Campo da Trava.

O livro apresenta o seguinte índice de assuntos.

Dedicatória
Abertura
Apresentação
Antes e depois da reconquista
Trava e Vale de Cavalos
Vila de Rei com o val de cavalos
Acerca de Pero Esteves do Cazal
Vila de Rei com o Val de Cavalos muda de mãos
Terras reguengueiras e a coutada real
O conde palatino Rui Gomes de Alvarenga
Soares de Alarcão, senhores de Vila de Rei
O Morgado de Vila de Rei e a Casa de Avintes
A Casa de Lavre-Menezes
A freguesia do Divino Espírito Santo de Vale de Cavalos
N.ª Sr.ª dos Remédios a Padroeira
A igreja matriz de Vale de Cavalos
As confrarias da igreja paroquial de Vale de Cavalos
Panorâmica setecentista de Vale de Cavalos
O dealbar dos novos tempos
Val de Cavalos e Vila de Rei: dos numeramentos ao concelho
A freguesia de Vale de Cavalos e os concelhos de Ulme e da Chamusca
A freguesia da Parreira
Cronologia comparativa
Síntese
Palavras finais e agradecimentos
Documentos
Fontes manuscritas e impressas
Índice dos documentos