As Lágrimas de D. João VI é resultado das notas de leitura que a autora vem fazendo, ao longo dos últimos anos, em torno da vida privada e semioficial da família real portuguesa, nomeadamente dos reinados de D. Maria I e D. João VI.

A vida deste rei, pode dizer-se sem erro de julgamento, foi altamente condicionada e elevada a patamares nunca anteriormente vivenciados, de forma tão dramática, por um monarca português, dadas as exigências e desafios com que ele foi confrontado. As lágrimas que encontrará vertidas nesta narrativa são a imagem das que o rei chorou, amarga, dolorosa e sentidamente, ao longo da sua vida.

Tendo em consideração os factos marcantes da vida de D. João VI - que da condição de infante se viu inesperadamente projectado à de príncipe regente, face à morte prematura do irmão e à renúncia da mãe ao trono, não obstante as vicissitudes do seu reinado, como nenhum outro rei português, teve o privilégio de ser aclamado Rei do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves e de forma, igualmente única, terminar os seus dias, usando da real chancela de imperador.

v

Índice temático do livro:

  • Romeiro, romeiro, que és tu?
  • O grande embuste
  • Bem folga o lobo com o coice da ovelha
  • Sob o signo da Providência
  • A força da razão e o poder da mentira
  • Uma luz na escuridão
  • El-rei D. João VI - Rei e Imperador
  • O fim anunciado
  • A última viagem do rei
  • Posfácio
  • Bibliografia