La Menina apela propositadamente ao quadro de Velásquez quando propõe ao leitor o reencontro com uma das figuras mais polémicas da nossa História, a partir da troca de cartas familiares entre as Cortes de Lisboa e  Madrid, onde se dá a conhecer o dia-a-dia da jovem Carlota Joaquina. Com esta correspondência desvelam-se particularidades que anunciam já o temperamento vincado da futura rainha, na irrequietude do carácter e no castelhanismo da sua atitude.

O mimo e o cuidado que rodeiam a pequena infanta na Corte de D. Maria I são também pretexto para divulgar os meandros onde ela se move, bem como a intrigs velada que decorre das relações de bastidores, manejada pelos serviçais espanhóis da sua comitiva, enquanto agentes da política integrista de Carlos II e do despeito secreto de Maria Luísa de Parma.

É também uma oportunidade de descobrir aspectos da vida privada da Corte de Lisboa na sua itenerância, festas e usos que surpreendem pelo gosto e pelo requinte discreto do seu quotidiano.

O livro apresenta o seguinte índice de assuntos: 

Apresentação
Da política de reaproximação aos duplos consórcios familiares
Itinerários reais das famílias de Portugal e Espanha
Leitura comparada das cartas
Notas Finais
Cartas de D. Ana Miquelina e outras
Fontes manuscritas e impressas