Completa-se aqui o trabalho dedicado pela autora à comenda da Lagoalva da Ordem Militar de Santiago no concelho de Alpiarça.  Desde o princípio tornou-se evidente que se trata dum conjunto documental inexplorado até agora, no âmbito da pesquisa e da análise, tendo por objectivo aquela parcela de terra ribatejana. Cobrindo um período longo da História de Portugal - desde os finais do século XII aos primeiros decénios do século XIX - podemos acompanhar os registos da memória local e da vida daquela comenda distribuído em três volumes, que se constituíram como etapas demarcadas, subjacente às vivências dos seus donatários.
 
Com a Lagoalva acompanharemos neste volume as lutas em defesa do império contra o ocupador holandês sobretudo nas terras e nos mares brasileiros e na guerra da restauração, através dos soldados que perderão a vida ou sobrevivendo, reclamarão os seus direitos em tenças das quais uma será, justamente, a comenda da Lagoalva. Partiremos do momento que um conselheiro de Filipe II se assume comendador da Lagoalva e segui-la-emos até à sua venda como parte integrante dos bens da raiz da Ordem Militar de Santiago de Espada, pela carta de lei de 15 de Abril de 1835, quando a comenda inicia uma nova fase da sua vida.

Ainda lhe acenaremos de longe ao vê-la entrar nas mãos dum último rendeiro num momento único em que se sentam no mesmo gabinete, perante o escrivão do notário, o capitalista e o 1.º duque de Palmela, D. Pedro de Sousa-Holstein, representando o marquês de Faial, seu filho e a marquesa, sua nora no acto de contratação. Deste passo em diante, começa a escrever-se outra memória que fica à espera de vir a ser contada também.

O livro tem o seguinte índice de assuntos:

Prefácio
O forte de S.Julião da Barra e a aclamação de D.João IV
A Lagoalva no tempo dos Filipes
O cónego D. Vicente Nogueira
Oficiais da Casa Real e militares da Restauração comendadores da Lagoalva
A dinastia Lavre
O tesoureiro da Rainha
Manuel Caetano Lopes de Lavre
Joaquim Miguel Lopes de Lavre
A comenda da Lagoalva e as relações Lavre-Lima
O último comendador da Lagoalva
A família Lima e os anos conturbados da comenda da Lagoalva
Os últimos anos da comenda da Lagoalva
A venda de bens nacionais e a compra da Lagoalva
Os últimos rendeiros e a nova era da Lagoalva
Os tombos da comenda da Lagoalva de 1607 e de 1831
Documentos
Resenha e tábua cronológica dos assuntos abordados neste volume
Bibliografia