Alice Lázaro é licenciada em História pela FLL. Foi professora desta disciplina no ensino secundário mais de duas décadas. Durante esse período desempenhou tarefas como orientadora pedagógica de estágio integrado além de se ter dedicado ao estudo e divulgação do património local em várias conferências, tendo sido monitora e formadora de docentes nesta área. 

No âmbito do estudo do património escolar – do antigo ensino industrial – fez pesquisa sobre materiais didácticos e actividades docentes, relativas ao último quartel do século XIX, em Portugal de que resultaram os estudos que levaram à sua dissertação de Mestrado em História da Arte, publicada em 2002 pela Câmara Municipal de Coimbra – Património de Coimbra – sob o título "Leopoldo Battistini: Realidade e Utopia – a influência de Coimbra no percurso estético e artístico do pintor italiano em Portugal (1889-1936)".

Nos últimos anos tem-se ocupado na investigação de fundos documentais existentes nos arquivos nacionais e estrangeiros. Como resultado desse trabalho minucioso têm vindo a público obras de divulgação desses materiais com a devida contextualização histórica das quais destacamos os três volumes sob o título comum "Cavaleiros de Santiago Senhores da Lagoalva: 1193-1484", "Os Anhaias" e "1601-1835", "Vila de Rei com Val de Cavalos", "O Testamento da Princesa do Brasil, D. Maria Benedita", "FRP - A minha memória da Inquisição", "Adeus Valentina", "La Menina - Retrato de Dona Carlota Joaquina nas Cartas Familiares", "As 7 Vidas de José Maria de Vasconcelos Mascarenhas", "O Reinado do Amor", "O Campo da Trava no termo de Santarém", "A Escada de Jacob - Cartas íntimas de soror Clara do Ss.º Sacramento para D. João de Sousa e outras afins (1677-1714)", "Memória das paisagens com gente dentro", e os mais recentes "Com o mais fino amor - Cartas íntimas da raina Dona Maria I para a filha (1785-1787)" e "Napoleão andou por aí... - cenas domésticas da guerra peninsular (1807-1813)".

Tem feito contribuições em boletins e revistas de especialidade tais como "As loges da travessa Paulo Jorge, à Junqueira: Contributo para o estudo e conservação da arquitectura vernacular e do espaço urbano da zona ocidental de Lisboa", "Os Arquivos Perdidos da Casa de Avintes-Lavradio e os inéditos da Biblioteca Nacional", "Le petit comte", "Uma carta autógrafa de D.Afonso V" e "O apelido Casal e a sua linhagem na Santarém antiga".

É sócia correspondente da Associação Portuguesa de Genealogia.

Actualizado em 2015.